domingo, 24 de março de 2019

Encontro Regional da OFS PE/AL - março/2019


Pesqueira-PE, 09 e 10/03/2019

Fui nomeado, esse ano, pelo Ministro Provincial e seus Conselheiros, Assistente Regional da OFS PE/AL. 
Comecei as atividades participando da reunião do Conselho Regional, que ocorreu em Pesqueira-PE. Frei Guto deu uma formação sobre os 800 anos do encontro de São Francisco com o Sultão. No domingo, pela manhã, celebrei na igreja da Imaculada Conceição, no convento dos Frades Franciscanos.

Programação 


Reunião

Cruz trazida da Terra Santa, de madeira de oliveira. Ao centro, duas mãos esculpidas (de Francisco e do Sultão), por ocasião dos 800 anos do encontro dos mesmos.

Frei Guto

Igreja da Imaculada Conceição

Sinos da igreja tocando

Santo Antônio 

Santo Antônio 

Santa Clara

sexta-feira, 22 de março de 2019

No retiro de Carnaval


Jaramataia-AL, 04/03/2019

Passei o dia confessando vários  jovens que estavam fazendo retiro de Carnaval no sítio Barreiros, no município de Jaramataia-AL. Ao término do dia, celebrei para eles.

quinta-feira, 21 de março de 2019

Santuário Arquidiocesano Virgem dos Pobres (Maceió-AL)


Maceió-AL, 02/03/2019

Estive pela primeira vez no Santuário Virgem dos pobres, na abertura do Retiro Arquidiocesano de Carnaval, dentro das atividades preparatórias para o Centenário da Arquidiocese. 











 O mais importante santuário de Maceió é o da Virgem dos Pobres, no alto de uma serra, no sítio Betânia, bairro de Mangabeiras, com acesso pela Avenida Gustavo Paiva. Lá num pedestal em meio a muitas pedras, está a imagem de Nossa Senhora Virgem dos Pobres, trazida no início da década de 80 da Bélgica. Placas, com agradecimentos por uma graça alcançada, fotografias de devotos, bilhetes e outras lembranças, são colocados nas proximidades da imagem.

http://www.bairrosdemaceio.net/bairros/mangabeiras

quarta-feira, 20 de março de 2019

Encontro Vocacional - Fevereiro/2019


Maceió-AL, 24/02/2019

Realizamos o primeiro encontro vocacional do ano. Pela primeira vez, estou trabalhando em equipe na preparação e realização dos encontros vocacionais. Frei José, Frei Cayke e Frei Rodrigo Hipólito estão trabalhando comigo. Juntos formamos o SAV do convento de Maceió-AL. São três frades jovens, talentosos, dedicados, criativos e inteligentes, que interagem com os vocacionados naturalmente com uma linguagem jovem e atual. Gosto disso: jovem evangelizando jovem. Quatro vocacionados compareceram ao primeiro encontro. Um deles, Danilo, participou pela primeira vez. Somos um apoio na caminhada vocacional desses jovens que deverão fazer seu próprio caminho. A resposta ao chamado de Deus é pessoal, o vocacionado é o principal protagonista da sua história.

CONVENTO DOS CAPUCHINHOS
Farol - Maceió/AL


terça-feira, 19 de março de 2019

Igreja de Santo Onofre


Maceió-AL, 23/02/2019

Celebrando pela primeira vez na igreja de Santo Onofre, no bairro Cruz das Almas (Maceió-AL).



Santo Onouphrius ou Santo Onofre, como se tornou conhecido no Brasil, foi um eremita egípcio que viveu entre os séculos IV e V.

Sendo tido como o padroeiro dos bêbados – já que, de acordo com os relatos existentes sobre o santo, o próprio teria lutado contra o alcoolismo no início de sua vida –, Onofre se popularizou bastante entre os ortodoxos e os católicos, especialmente durante as Cruzadas (XI-XII).

História de Santo Onofre

Todas as histórias existentes a respeito de Santo Onofre são provenientes da biografia que São Pafúncio escreveu sobre o eremita depois de tê-lo conhecido e acompanhado a sua morte.
Segundo esses relatos, Onofre era um monge que vivia em um mosteiro, mas que teria decidido isolar-se de quaisquer contatos sociais, após sentir que a vida solitária o chamava. Assim, o homem fugiu para o deserto, passando a levar uma vida de eremita, tal como fizeram João Batista e o Profeta Elias. Onofre viveu dessa forma, acompanhado apenas de si, por cerca de 60 anos, até quando encontrou São Pafúncio, um abade egípcio que seria canonizado posteriormente.
Pafúncio tinha decidido perambular por algum tempo pelo deserto, a fim de descobrir se também seria chamado à vida eremita. No entanto, após 21 dias de peregrinação, o religioso, totalmente exaurido, não encontrou mais forças para continuar a sua caminhada, caindo no chão. Nesse momento, o abade viu surgir sobre ele um homem de longos cabelos e barbas, que era Onofre. Aterrorizado com esse primeiro contato, Pafúncio tentou se afastar do velho. Contudo, Onofre rapidamente o acalmou, contando-lhe quem ele era, a sua trajetória e a sua história.
O santo, então, levou o abade à gruta em que morava, onde os dois conversaram durante a tarde toda. Inclusive, ao pôr-do-sol desse dia, um feito extraordinário aconteceu: surgiu, de súbito, pão e água – que, segundo a lenda, foi trazida por um anjo.
Na manhã seguinte, Onofre contou a Pafúncio que teve uma revelação de Deus. Nela, Ele dizia que a missão do abade não era se tornar um eremita, mas presenciar a morte do santo, retornar à sociedade e contar a todos o que havia vivido. Essa visão realmente se cumpriu; no dia 12 de julho, um anjo desceu dos céus, deu a eucaristia a Onofre, que, após isso, feneceu.
Pafúncio, então, pegou o corpo do santo e o enterrou em uma montanha. Depois disso, ele retornou à comunidade e começou a disseminar a história do eremita.
Dia de Santo Onofre
Tanto a Igreja Católica quanto a Igreja Ortodoxa escolheram o dia de Santo Onofre em 12 de julho para as festividades, já que essa foi a data em que o santo morreu.
https://www.cademeusanto.com.br/oracao-de-santo-onofre/

Oração de santo Onofre para parar de beber

“Ó Santo Onofre! Que tivestes a graça divina de vencer o vício do álcool. Conhecedor que és das tribulações que este vício proporciona à vida daqueles que sucumbem, por favor, intercedei por mim junto a Nosso Senhor Jesus Cristo. Ó Santo Onofre, sei que estou fraca, mas preciso da vossa força espiritual e da vossa fé. Ó Santo Onofre, sei que estou doente, mas preciso de vossa luz. Ó Santo Onofre, livrai-me da tentação do primeiro gole. Ó Santo Onofre, livrai-me do vício que é uma verdadeira doença, que não apenas a ajuda humana pode vencer, mas também a penitência de me afastar de todos aqueles que querem destruir esta minha decisão. Ó Santo Onofre, sei que estou doente, mas preciso e conto com vosso poder espiritual, para não beber mais. Afasta-me da bebida, hoje e sempre.
Amém.”
https://oracaosalverainha.com/oracao-de-santo-onofre-dinheiro-beber/


domingo, 3 de março de 2019

Capela do Hospital do Açúcar de Alagoas


Maceió-AL, 17/02/2019

Pela primeira vez, celebrando no Hospital do Açúcar de Alagoas. 



Conhecida popularmente como Hospital do Açúcar, a Fundação Hospital da Agro-Indústria do Açúcar e do Álcool de Alagoas foi instituída em fevereiro de 1949, por usineiros, fornecedores de cana de açúcar, pelo Instituto do Açúcar e do Álcool (IAA- hoje extinto) e por Associações de Classe tanto de usineiros quando de fornecedores (fazendeiros), estes denominados “Instituidores”, com contribuições mensais estipuladas sobre os produtos produzidos em suas indústrias.

Como Entidade Filantrópica, sua missão era prestar assistência médico preventiva, hospitalar, farmacêutica, odontológica e social aos trabalhadores agrícolas e industriais da lavoura canavieira e da indústria do açúcar e do álcool no Estado de Alagoas.

Com a Constituição de 1988 e as legislações dela decorrentes, a finalidade do Hospital do Açúcar adequou-se às demandas sociais do momento e passou a garantir os direitos sociais à população, descaracterizando-se assim o atendimento unicamente aos trabalhadores rurais, passando a atender também ao Sistema Único de Saúde, garantindo à população uma prestação de assistência médico-hospitalar de alta complexidade em diversas especialidades.

Fonte

Ordenação de Frei Severino Vieira


Colônia Leopoldina-AL, 16/02/2019.

Participei da Ordenação Presbiteral de Frei Severino Vieira. Sua história de vida é muito bonita. Ele resolveu ser frade já maduro, tendo passado boa parte de sua vida, até então, trabalhando para ajudar sua família. Fez supletivo para poder concluir o ensino médio em tempo hábil e, enquanto concluía os estudos, iniciou sua formação para ser um Frade Menor Capuchinho, na Província Nossa Senhora da Penha do Nordeste do Brasil. Foi com determinação e empenho, que Frei Severino chegou, neste dia, diante do altar do Senhor para ser um sacerdote. O bispo ordenante foi Dom Frei Magnus, que, na época do ingresso do ordenando à Província, era Ministro Provincial. Foi uma ordenação emocionante. A maior parte da assembleia foi às lágrimas no momento em que Frei Severino, após receber a unção, tem suas mãos desatadas por sua mãe, deficiente visual e cadeirante, dando-lhe a primeira benção sacerdotal. O neo-sacerdote viverá as primícias do ministério presbiteral em Catolé do Rocha-PB, onde reside atualmente.
Na igreja de Colônia Leopoldina-AL, há uma imagem belíssima de Nossa Senhora do Carmo, padroeira da cidade.



Momento com sua mãe 

"Para sua mãe ele entrega o Maniturgium, que foi usado para limpar suas mãos, consagradas e santificadas quando o bispo as ungiu com o santo crisma na ordenação. O Maniturgium é um simples pedaço de linho branco que representa o sudário de Cristo, que protegeu seu sagrado corpo durante os 3 dias no sepulcro. O Maniturgium é dado à mãe, pois ela foi a primeira protetora do presbítero recém-ordenado, durante seu tempo em seu ventre. O Maniturgium é uma recordação ao povo de Deus de Seu amor e proteção, especialmente pelos sacerdotes. Quando a mãe do presbítero recém-ordenado for chamada por Deus, ela será sepultada segurando o Maniturgium de modo que todos no Céu e na terra saibam que ela é a mãe de um sacerdote. E no último dia, quando ressuscitarmos dos mortos, ela poderá apresentar o Maniturgium a Cristo Senhor e dizer-lhe: 'Meu filho também partilhou do vosso sacerdócio'".

Tradução em libras

Cristina, que faz um trabalho voluntário belíssimo traduzindo a missa em Libras na Basílica da Penha, em Recife-PE, também prestou o mesmo serviço na ordenação de Frei Severino. Sua missão  garante que as pessoas sem audição possam compreender e participar ativamente da celebração. Através desse trabalho fantástico, ela tem permitido a inclusão de vários fiéis na vida litúrgica e eclesial.


Nossa Senhora do Carmo
Padroeira da cidade


Com Frei Jairon e Frei Rodrigo Hipólito 

Paróquia Santa Maria Mãe

  Igreja-matriz da Paróquia Santa Maria Mãe  Natal-RN, 02/12/2022