Corresponsabilidade Fraterna



O texto de Gênesis 4,1-11 narra a história de Caim e Abel. A primeira fraternidade bíblica. Infelizmente, teve um fim trágico. Gostaria de sublinhar dois versículos, onde Deus fala com Caim, dos quais podemos tirar grandes lições para a nossa vida em fraternidade.

No primeiro, Deus fala com Caim antes de matar Abel:

Então o Senhor perguntou a Caim: “Porque estás cheio de cólera e andas com o rosto abatido?” (v. 6).

Deus percebeu que Caim estava estranho, abatido, silencioso, isolado. O Senhor interroga-o na tentativa de que Caim desabafe. Mas este silencia. Talvez se Caim tivesse aberto seu coração e dito tudo o que estava dentro de si, tivesse falado dos pensamentos e sentimento que estavam o perturbando, o pior não teria acontecido.

Nunca guarde dentro de você pensamentos e sentimento ruins. Procure alguém de sua confiança para desabafar. Quando falamos pensamos melhor. Não enfrente sua dificuldade sozinho.
Se você perceber alguém um pouco estranho, isolado, triste. Aproxime-se e pergunte como essa pessoa está. Diga que está percebendo que ela está diferente e pergunte se ela está bem, se está precisando de ajuda. Atitudes assim podem evitar tragédias.

No segundo, Deus fala com Caim depois que ele matou seu irmão Abel:

E o Senhor perguntou a Caim: “Onde está o teu irmão Abel?” Ele respondeu: “Não sei. Acaso sou o guarda do meus irmão?” (v.9).

Perceberam a forma rude e irônica com que Caim responde a pergunta? Na verdade, ele é sim responsável pelo seu irmão, como também nós somos responsáveis uns pelos outros. Quando rezamos: “Pai nosso”, estamos dizendo que somos irmãos uns dos outros, pois temos o mesmo Pai. De modo que tudo o qual se refere ao outro, diz respeito também a nós. Se assumíssemos a nossa tarefa de cuidar uns dos outros o mundo seria muito melhor.

Frei Junior Capuchinho

Postagens mais visitadas deste blog

Adriano Lima dos Santos

Corpus Christi e Renovação do MESCE