Diálogo da Igreja com não-crentes vai ser primeira iniciativa associada ao Ano da Fé


Vaticano: Diálogo da Igreja com não-crentes vai ser primeira iniciativa associada ao Ano da Fé
Átrio dos Gentios decorre em Assis, terra natal de São Francisco, a 6 de outubro

Cidade do Vaticano, 01 ago 2012 (Ecclesia) – A realização de um encontro entre crentes e não crentes em Assis, Itália, no dia 6 de outubro, vai ser a primeira iniciativa associada ao Ano da Fé, revela hoje o jornal do Vaticano, L’Osservatore Romano.

“Deus, este desconhecido” é o tema da sessão do “Átrio dos Gentios” na cidade onde nasceu São Francisco (1182-1226), iniciativa que antecipa a abertura oficial do Ano da Fé, que decorre entre 11 de outubro e 24 de novembro de 2013.

A plataforma para o diálogo entre a Igreja Católica e os não crentes “quer reunir e dar forma ao grito muitas vezes silencioso” que o homem contemporâneo lança “a um Deus que para um número crescente de pessoas permanece um ‘Deus desconhecido’”, sublinha o texto de apresentação publicado no site do Átrio dos Gentios.

Diante da “pergunta radical sobre o Divino”, o crente “é desafiado a purificar a sua fé de qualquer ‘possessão’ idolátrica de Deus” e a manifestar “profundo respeito pelo esforço do ‘não crente’ na sua relação com um mistério ao qual não sabe dar um nome e um rosto”, acrescenta a nota.

O “não crente”, por seu lado, é encorajado a “purificar o seu ateísmo de qualquer atitude de suficiência, ou pior, de arrogância para o Divino, e abrir-se ao respeito pelo esforço do crente que vive uma fé não ‘instalada’ em Deus”.

A “nobre figura de Francisco”, que inspira o encontro, aponta “sempre de novo” o caminho do diálogo em torno da fé: “o grito dos povos e da Criação, o grito da paz e da não-violência, o desafio do diálogo inter-religioso e intercultural, uma nova centralidade da contemplação ativa, o grito da beleza contra a fealdade”, acentua a introdução.

O encontro conta com a participação do presidente do Conselho Pontifício da Cultura, o cardeal italiano D. Gianfranco Ravasi, bem como de Dario Fo, Prémio Nobel da Literatura em 1997, que vai recitar o “Cântico das Criaturas”, de São Francisco de Assis.

O evento começa com a interpretação do “Aleluia”, de Haendel, pelo Coro dos Frades Conventuais de Assis, seguindo-se um debate entre o cardeal Ravasi e Corrado Passera, ministro do Desenvolvimento Económico, Infraestruturas e Transportes, sobre o tema “Deus, este desconhecido”.

Até à hora do almoço decorrem encontros paralelos sobre “Os jovens entre fé e niilismo”, “O grito da Terra” e “O grito dos pobres, crise económica global, desenvolvimento sustentável”.

Durante a tarde decorrem os painéis “O diálogo inter-religioso e intercultural para a paz”, “Contemplação e meditação” e “Arte e fé”.

A sessão de encerramento, transmitida em direto pela estação de televisão RAI-1, compreende a recitação de Dario Fo e um debate entre personalidades políticas e o cardeal Ravasi, refere o site do Átrio dos Gentios.

Está também em preparação um “Átrio das Crianças”, agendado igualmente para 6 de outubro, e para o dia anterior um “Átrio da Narração”.

O encontro em Assis é precedido pelo de Estocolmo, na Suécia, a 13 e 14 de setembro, que se vai centrar na relação entre Ciência e Fé.

A 19 de setembro o Átrio dos Gentios assinala o terceiro centenário do nascimento do pensador suíço Jean-Jacques Rosseau (28-06-2012) com um encontro na cidade italiana de Bolonha, presidido pelo cardeal Paul Poupard, primeiro presidente do Conselho Pontifício da Cultura.

O Átrio dos Gentios chega a Portugal a 16 e 17 novembro, estando previstas sessões em Guimarães e Braga.

SNPC/RJM

Postagens mais visitadas deste blog

Adriano Lima dos Santos

Corpus Christi e Renovação do MESCE