3º Missal Romano está em fase de revisão


3º Missal Romano está em fase de revisão
QUA, 22 DE AGOSTO DE 2012 15:34
POR: CNBB

 3o.missal.romano  

A Comissão Episcopal para os Textos Litúrgicos (Cetel), da Conferência nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), está reunida desde o dia 21 de agosto, e irá até o dia 23, para dar continuidade ao trabalho de revisão do 3º Missal Romano Tempo Comum. Nesta fase, a comissão está analisando a tradução para o português já que os textos originais, de Roma (Itália), são escritos em latim.

O trabalho de tradução é amplo e complexo, os textos além de traduzidos, são ajustados de forma com que tenham mais sintonia com as características e a linguagem de cada povo. “Cada Conferência Episcopal deve proporcionar à liturgia, mais sintonia com a cultura e a linguagem. Dessa maneira esperamos levar ao povo católico cristão, a possibilidade de orar e rezar, compreendendo, o melhor possível, o sentido das palavras que são pronunciadas”, explicou o presidente da Cetel, e bispo de Livramento de Nossa Senhora (BA), dom Armando Bucciol.

“Estamos analisando os prefácios, como o texto é em latim analisamos até se há musicalidade, ao traduzir para o português”, disse o arcebispo de Porto Alegre (RS), e membro da comissão, dom Dadeus Grings. O arcebispo disse ainda que o trabalho é feito de forma muito minuciosa devido à complexidade da revisão. “Analisamos cada trecho do texto até chegarmos à unanimidade, então não é um trabalho rápido. É um trabalho muito rico e de muito empenho para chegarmos a um texto mais bonito e significativo”.

Os textos, primeiramente, são traduzidos, a Cetel revisa a tradução. Em seguida, o texto revisado, é mandado para os bispos em todo o Brasil, para que façam emendas. “Em fevereiro ou março de 2013, faremos nossa próxima reunião, a Cetel analisará se acolhe ou não, as emendas dos bispos”, explica padre Hernaldo.

Após a aprovação das emendas pela Cetel, o texto é levado para aprovação na Assembleia Geral dos Bispos do Brasil. Caso, o texto seja aprovado, em votação dos bispos, é enviado a Roma, para que seja reconhecido pela Santa Sé. Para cumprir a atividade, são realizadas três reuniões anuais para a discussão e aprofundamento dos textos litúrgicos.

“O texto só será utilizado depois de totalmente aprovado e totalmente reconhecido por Roma”, disse o assessor. A partir da aprovação de Roma, o 3º Missal Romano passa a ter o uso obrigatório. “Atualmente é utilizada a segunda edição típica, que perderá o vigor quando for publicada a terceira edição”, esclareceu padre Hernaldo.

FONTE: http://www.cnbb.org.br/site/comissoes-episcopais/liturgia/10098-3o-missal-romano-esta-em-fase-de-revisao

Postagens mais visitadas deste blog

Adriano Lima dos Santos

Corpus Christi e Renovação do MESCE